Coluna: @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior

Gente do coração, impossível não lembrar!
29 de Julho de 2022 às 07:15
Com a proximidade das eleições, Oliveira Junior relembra em sua coluna desta sexta-feira, 29/07, a possibilidade de se votar em trânsito. Também relembra um grande amigo, dos tantos que fez no tempo em que serviu ao Exército.
Com a proximidade das eleições, Oliveira Junior relembra em sua coluna desta sexta-feira, 29/07, a possibilidade de se votar em trânsito. Também relembra um grande amigo, dos tantos que fez no tempo em que serviu ao Exército.

As eleições 2022, estão se aproximando, e com certeza cada voto no nosso candidato é deveras importante. Com isso, aproveito o ensejo para lhes trazer a seguinte informação: Eleitores que não estiverem em seus domicílios eleitorais, podem pedir voto em trânsito até 18 de agosto. Mas para isso, o eleitor deve estar em município com mais de 100 mil habitantes e com a situação eleitoral regular. “O eleitor que estiver fora do seu estado, poderá votar apenas para o cargo de presidente do Brasil”.

Já aquele eleitor que tiver o título registrado no exterior, “pode votar em trânsito no Brasil, somente para presidente”. Enquanto isso, eleitor que estiver fora do Brasil nas datas das eleições, 1º e 2º turno “devem justificar a ausência junto à Justiça Eleitoral”. Não é verdadeira a informação de que a população precisava ter feito o Cadastro Biométrico até 4 de maio 22 para poder participar das eleições, segundo fontes do próprio Tribunal Superior Eleitoral. Mesmo sem biometria você poderá votar nesse 2022, beeem tranquilo.

Estive revendo familiares e amigos na Terra dos Poetas. Minha gratidão ao Tenente Valdelir Gindri Peruffo e sua querida esposa Tina, pelo banquete nota dez que nos ofereceram ali no Boqueirão, onde estive com meu querido filho Junior de Oliveira que ficou engalanado com o tratamento finérrimo da família Gindri Peruffo. O tenente Valdelir e eu vestimos a farda verde na 11ª Cia Com.

Valdelir, formado na Escola de Educação Física do Exército, sempre foi notabilíssimo fisicultor daquela unidade militar, e participávamos das Olimpíadas, onde ele era o mestre do salto com vara e lançamentos de disco e peso. Na foto anexa, um dos momentos estupendos do meu amigo Valdelir G. Peruffo numa das competições. O homem era como um pássaro no ar. Eu me dedicava nas modalidades 800, 1500 e 3000 metros, e com o tempo, também tive a honra de cadenciar a equipe de atletismo. Parabenizo igualmente meus amigos José Olivo Bordignon e cabo Valdenir Azzolin: esses caras eram rápidos como raio nas provas de 200 e 800 metros rasos. Ah, no basquetebol, nosso trio (Valdelir, Valdenir e Oliveira) era só alta velocidade na quadra de esportes. Saudade desses momentos, impossíveis de serem esquecidos.

Nossa gratidão à acolhida da Elisabete, Margô, Queise, Giseli, Luciano, Fernando, Eliane e Carlos da querida família Molina e Oliveira, em Santiago e Santa Maria. Oba, o aniver da Isabelly estava tão lindo quanto a Disney. Com o carinho que nos dispensaram, já vamos nos programar pra voltar. Ah, sim, o Junior de Oliveira ao violão agitou o point; o cara adrenaliza a galeríssima. E por sinal, ele logo estará brevemente comandando mais um show na casa Delícias da Gê em Otávio Rocha/ Flores da Cunha. Na próxima coluna trarei o podcast sobre o Julio Barcelos, Éldrio Machado, rapaziada tri do Baita Chão.

Direto de Flores da Cunha, exclusivo para o Santiagonews, Oliveira Junior.

Mais artigos de @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior