Coluna: Geral

CoronaVac: Ministério da Saúde recebe 800 mil novas doses
11 de Junho de 2021 às 11:02
Última entrega de doses da vacina CoronaVac ao Ministério da Saúde havia ocorrido em 14 de maio.
Última entrega de doses da vacina CoronaVac ao Ministério da Saúde havia ocorrido em 14 de maio.

Após quase um mês, o Instituto Butantan retomou a entrega de imunizantes ao Programa Nacional de Imunização e entregou nesta sexta-feira, 11 de junho, 800 mil doses da CoronaVac. Com a nova remessa, o instituto totaliza 48 milhões de vacinas contra a Covid-19 ao Ministério da Saúde.

O governador de São Paulo, João Doria, acompanhou na manhã de hoje a entrega de mais 800 mil doses da vacina do Butantan contra o coronavírus ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), que integram um novo lote de mais 5 milhões a serem liberadas ao longo deste mês.

"O Instituto Butantan entrega mais 800 mil doses para o Programa Nacional de Imunização e com a entrega de hoje chegamos a 48 milhões de doses da vacina do Butantan. Até o final de setembro cumpriremos o nosso projeto de entrega de 100 milhões de doses para o Ministério da Saúde", afirmou Doria.

Paralisada desde o dia 14 de maio, a produção da vacina CoronaVac foi retomada no último dia 27 de maio após o recebimento de 3 mil litros de insumos, que chegaram a São Paulo no dia 25 de maio. Com essa quantidade de insumo farmacêutico ativo (IFA) será possível fabricar 5 milhões de doses da vacina. O envase da matéria-prima terminou na madrugada do dia 30/05. Segundo o instituto, parte das doses envasadas está em outras etapas do processo produtivo, como inspeção de controle de qualidade.

Até agora, o Butantan já entregou 47,2 milhões de doses ao PNI, cumprindo o primeiro contrato estabelecido com o Ministério da Saúde para entrega de 46 milhões de doses. Agora, o Instituto Butantan trabalha para entregar outras 54 milhões de doses referentes a um segundo contrato firmado com o governo federal, totalizando 100 milhões de doses.

Até o final de setembro, o Butantan espera inaugurar uma nova fábrica da vacina, que vai permitir a produção das doses da CoronaVac sem necessidade de importação da matéria-prima da China. O local terá capacidade de produção de 100 milhões de doses por ano.

Doses em atraso

Conforme dados atualizados na quinta-feira (10), o Rio Grande do Sul tem 259.766 segundas doses em atraso, não aplicadas e/ou não registradas. Do total, 205.386 são da CoronaVac.

Conforme o Ministério da Saúde, a distribuição das vacinas aos Estados será feita "nos próximos dias".


*Com informações da agência EBC / Correio do Povo / GZH

Mais artigos de Geral