Coluna: Geral

Alegrete: Cão comunitário é escalpelado vivo e morre
23 de Abril de 2021 às 10:15
Foto: Reprodução/Alegrete Tudo
Foto: Reprodução/Alegrete Tudo

Um ato de extrema crueldade levou um cachorro de rua à morte, em Alegrete, e revoltou os moradores do bairro Nilo Soares Gonçalves e da cidade.

O animal, comunitário, era alimentado todos os dias por moradores da rua T. No entanto, no início da tarde de quarta-feira, 21/04, o cão que tinha o nome de Nego, foi socorrido após ser encontrado escalpelado. A violência contra o animal revoltou a população. Mesmo medicado e recebendo os devidos cuidados, Nego não resistiu e morreu nesta quinta-feira. Segundo informações, o animal era dócil e não incomodava ninguém.

Na tarde de quarta-feira, Josiane Rodrigues, uma das pessoas que o socorreu, descreveu que o “carnearam” vivo. Toda pele do cão, que não tinha lar fixo mas era cuidado por moradores, foi retirada com um corte à faca. “A veterinária disse que não foi briga de cachorro e não foi algo acidental. O corte foi feito com faca ou facão. Uma situação lamentável que precisa ser denunciada e o responsável punido, pois isso é crime - acrescentou.

No Brasil, maltratar um animal é crime previsto em lei. A pena para quem for condenado vai de 2 a 5 anos de prisão, além do pagamento de multa e inclusão do nome no registro de antecedente criminal. Quem tiver qualquer informação deve denunciar à Polícia Civil ou Brigada Militar. Josiane fez registro na Delegacia de Polícia.


Fonte: Alegrete Tudo

Mais artigos de Geral