Coluna: Geral

Operário morre soterrado em obra em Santana do Livramento
22 de Abril de 2021 às 15:25
Buraco aberto pelos bombeiros para tentar socorrer operários em Santana do Livramento — Foto: CBM/Divulgação
Buraco aberto pelos bombeiros para tentar socorrer operários em Santana do Livramento — Foto: CBM/Divulgação

Um homem de 50 anos morreu soterrado em uma obra em Santana do Livramento, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, nesta quarta-feira (21). O nome da vítima não foi divulgado pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBM), que atendeu a ocorrência. Um outro operário, de 28 anos, ficou ferido e está internado.

“Quando chegamos ao local, os dois estavam soterrados com terra do joelho até a linha do rosto. Estimamos que havia cerca de duas toneladas de terra fazendo pressão contra os dois. Eles reclamavam de dificuldade para respirar. Nossa prioridade era aliviar essa pressão para que eles pudessem respirar e, então, tirar eles dali”, disse o sargento Emerson Fabrício Fernandes Flores, do CBM.

Conforme os bombeiros, os dois pedreiros não usavam equipamentos de proteção individual (EPIs).

De acordo com a corporação, eles trabalhavam na reforma de uma casa de dois andares na Rua Doutor Fialho, no Centro da cidade. Para tentar resolver uma infiltração em uma parede, o homem e o colega precisaram retirar terra de um barranco que fica ao lado da casa. Com isso, parte do solo cedeu, deslocando um bloco do imóvel e pressionando os dois contra um alicerce.

O sargento explicou que a equipe de resgate utilizou pás para retirar parte da terra sobre os operários. Cilindros de ar foram usados para auxiliar os pedreiros a respirar enquanto eram socorridos.

O caso foi registrado na Polícia Civil. Segundo a delegada Giovana Muller, testemunhas foram chamadas, nesta quinta (22), para prestar esclarecimentos. A perícia já foi realizada no local.

Tentativa de resgate

O primeiro a ser libertado foi o rapaz de 28 anos, que foi içado para fora da casa com o auxílio de uma corda. O pedreiro sofreu diversas fraturas, principalmente nos braços, e foi levado pelo Samu para a Santa Casa de Misericórdia da Cidade. Em seguida, foi transferido para um hospital de Rivera, no Uruguai, por ter cidadania uruguaia.

O pedreiro que morreu conseguiu conversar com a equipe de resgate e disse que o colega deveria receber ajuda primeiro, por estar com mais dificuldade para respirar, relataram os bombeiros. Entretanto, o homem desmaiou enquanto o rapaz era resgatado.

Os bombeiros precisaram vestir um colar cervical no operário, para que ele pudesse ser retirado da terra. O homem também havia fraturado os braços. Pouco tempo depois de ter dado entrada no pronto-socorro da Santa Casa, o trabalhador morreu em consequência dos ferimentos.


Fonte: Ijuí Info

Mais artigos de Geral