Coluna: COLUNA DO BARBOSA

Para descontrair
07 de Maio de 2021 às 09:28
Em meio a tantas notícias pesadas nos últimos dias, nada melhor do que descontrair um pouco com uma seleção de piadas escolhidas por Nolfeu Barbosa.
Em meio a tantas notícias pesadas nos últimos dias, nada melhor do que descontrair um pouco com uma seleção de piadas escolhidas por Nolfeu Barbosa.

FIAT 147

O cara estava na estrada com seu Fiat 147, quando o carro quebrou. Empurrou o até o acostamento e ficou esperando alguém passar. Apareceu um Porsche a 170k/h. O cara do Fiat fez sinal, mas achou que ele nem o tivesse visto. Para sua surpresa, o cara do Porsche deu marcha a ré e ofereceu-lhe ajuda. O dono do Fiat aceita, mas pede que o outro não corra muito, pois seus pneus estão na lona. Avisa que vai piscar o farol toda a vez que o Porsche estiver correndo demais. Então o Porsche começa a rebocar o Fiat e, toda vez que passava dos 60km/h, o cara do Fiat fazia sinal com o farol (no singular, mesmo, porque o do lado direito estava em curto e não funcionava). E o cara do Porsche vai rebocando a “batedeira” a 60km/h no máximo, morrendo de tédio. Então aparece um Mitsubishi, que intima o Porsche. Este não deixa barato: 120, 150, 190, 210, 230km/h... O cara do Fiat já estava desesperado, piscando o farol como um louco, e os dois emparelhados... Os três carros passam por um posto policial, mas nem veem o radar, que registra impressionantes 240km/h!...

Então o policial, pelo rádio, avisa o próximo posto:

- Atenção, atenção! Um Porsche vermelho e um Mitsubishi preto disputando racha a mais de 240km/h em plena rodovia! E, por incrível que pareça, um Fiat 147 atrás deles fazendo sinal para ultrapassar!!!


JOÃOZINHO E A INCLUSÃO DIGITAL

Na aula de inglês, a professora explica aos alunos:

- Classe, hoje eu quero que vocês pensem em algumas palavras em inglês que nós usamos sem traduzir e façam mímica, para que seus colegas adivinhem a palavra que pensaram, ok?

Julinha foi a primeira. Andando como se olhasse vitrines e segurasse sacolas, arrancou da classe uma resposta em coro:

- "SHOPPING CENTER!!!"

- Muito bem, Julinha!.. (diz a professora)

Carlinhos abocanha um lanche imaginário e novamente a classe responde:

- “HAMBURGER!!!”

- Muito bem, Carlinhos!.. (elogia a professora). - Agora tu, Joãozinho...

Joãozinho, visivelmente animado, pega seu livro e acerta em cheio o rosto do colega sentado ao lado... A classe, surpresa, olha sem entender, enquanto a professora pergunta, irritada:

- O que significa isso, Joãozinho???

Ele, com um sorrisinho amarelo, responde:

- “FACEBOOK”, professora...


NO JULGAMENTO

Um réu estava sendo julgado por assassinato. Havia fortes evidências sobre a sua culpa, mas o cadáver não aparecera. Quase no final da sua sustentação oral, o advogado, temeroso de que seu cliente fosse condenado, recorreu a um truque:

- Senhoras e senhores do júri, eu tenho uma surpresa para todos vocês, - disse o advogado, olhando para o seu relógio. - Dentro de um minuto, a pessoa presumivelmente assassinada, neste caso, vai entrar neste Tribunal.

E olhou para a porta. Os jurados, surpresos, mas também ansiosos, ficaram olhando para a porta. Um minuto passou. Nada aconteceu. O advogado, então, completou:

- Realmente, eu falei e todos vocês olharam para a porta com expectativa. Portanto, ficou claro que vocês têm dúvida se alguém realmente foi morto. Por isso insisto para que vocês considerem o meu cliente inocente.

Os jurados, visivelmente surpresos, retiraram-se para a decisão final. Alguns minutos depois, o júri voltou e pronunciou o veredicto:

- Culpado!

- Mas, como??? - perguntou o advogado. - Vocês estavam em dúvida, eu vi todos vocês olharem fixamente para a porta!

E o juiz esclareceu:

- Sim, todos nós olhamos para a porta, mas o seu cliente nem se mexeu!...

MORAL DA HISTÓRIA:
"NÃO BASTA TER UM BOM ADVOGADO, O CLIENTE TEM QUE COLABORAR."


Por Nolfeu Barbosa

Mais artigos de COLUNA DO BARBOSA