Novo pavilhão com mais vagas masculinas e femininas é inaugurado no Presídio de Santiago

Atualmente, o Presídio conta com 120 apenados, além dos 43 detentos que foram encaminhados para outras penitenciárias para a realização da obra.

10 de Outubro de 2018 às 09:39
Novo pavilhão com mais vagas masculinas e femininas é inaugurado no Presídio de Santiago
No total, foram construídos 267 metros quadrados de área, que incluem 7 celas.
Um novo Pavilhão para cumprimento de penas do regime fechado para homens e mulheres foi inaugurado nesta terça-feira, 09, no Presídio Estadual de Santiago, com a presença de autoridades da área de Segurança Pública e do Poder Judiciário, imprensa e convidados. O espaço possui 7 novas celas masculinas e 2 novas celas femininas.

A ampliação, iniciada em 3 de julho de 2017 e concluída em 04 de Outubro de 2018, foi patrocinada pela Vara de Execuções Criminais do Poder Judiciário de Santiago, por iniciativa da Juíza de Direito Cecília Laranja da Fonseca Bonotto. O investimento teve custo de 882 mil reais. O Conselho da Comunidade e Superintendência de Serviços Penitenciários do RS (SUSEPE) foram parceiras da obra, em especial a atual gestão do Presídio que tem como Diretor, Marcelo Soares Machado.
 
 
 
No total, foram construídos 267 metros quadrados de área, que incluem 7 celas com capacidade para 9 apenados, totalizando 63 vagas masculinas e 2 celas, uma com capacidade para 10 apenadas e outra para 6 apenadas (estas duas com banheiro e chuveiro), totalizando 16 vagas femininas, além de espaço multi-tarefas para realização de cultos e eventos e uma sala de secretaria para os servidores administrativos. A obra foi realizada pela empresa Lopes Peixoto, de Santiago, vencedora de processo licitatório.

Com a ampliação, o Presídio Estadual de Santiago, que antes possuía capacidade para 64 detentos do regime fechado, entre homens e mulheres, passa a ter uma capacidade de 137 vagas. Atualmente, o Presídio conta com 120 apenados, além dos 43 detentos que foram encaminhados para outras penitenciárias para a realização da obra. Com retorno destes, a população prisional em regime fechado em Santiago terá 163 apenados, porém em melhores condições de abrigo já que as novas instalações são maiores do que as celas antigas.

Essa é a primeira obra de ampliação desde que o Presídio Estadual de Santiago foi inaugurado, em 1982.

 

Fonte: Rafael Nemitz.