Mulher morre em Novo Hamburgo com suspeita de contágio pelo coronavírus
21 de Março de 2020 às 17:44
Mulher morre em Novo Hamburgo com suspeita de contágio pelo coronavírus
Processo administrativo foi aberto pela Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo | Foto: Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo / Divulgação / CP

Uma mulher de 61 anos, suspeita de ter contraído coronavírus, morreu na madrugada deste sábado (21) no Hospital Geral de Novo Hamburgo. Ela foi testada e o resultado do exame, cujo apontará ou não a presença da covid-19, ainda é aguardado.

A vítima era moradora de São Leopoldo. Segundo informações da Secretaria da Saúde do município, a mulher buscou atendimento na noite de sexta-feira (20) na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da Scharlau com problemas respiratórios. O quadro dela se agravou e, por isso, houve a decisão de levá-la de ambulância da Samu até o Hospital Municipal de Novo Hamburgo. A prefeitura de São Leopoldo alega que transferiu a paciente ao município vizinho porque o hospital de Novo Hamburgo é referência na região para os casos suspeitos de coronavírus. A mulher teria histórico de doença crônica de pulmão, mas, nas conversas com médicos, afirmou não ter tido contato com ninguém que tenha testado positivo para a covid-19.

A prefeitura de Novo Hamburgo se manifestou em nota e criticou a transferência da vítima para a cidade.

" A paciente estava na UPA Scharlau de São Leopoldo e apresentava sintomas há sete dias e possuía outras complicações de saúde. A paciente leopoldense já chegou com o auxílio de ventilação mecânica e foi levada para a UTI, mas acabou não resistindo", diz trecho da nota.

A prefeita de Novo Hamburgo, Fátima Daudt, demonstrou preocupação com a chegada de uma pessoa suspeita de contágio de covid-19 vinda de outro município.

— Nos preocupa muito recebermos pacientes de outras cidades, ainda sem o repasse de equipamentos para nos tornarmos referência regional — argumentou a prefeita.

Até o momento, o Rio Grande do Sul não registrou nenhuma morte por coronavírus. Os casos confirmados de contaminação estavam em 56 até sexta-feira.

 

Fonte: GaúchaZH