Notícias: Geral

Homem sem pênis é preso pela Polícia Civil acusado de estuprar a enteada de 13 anos em Capão do Cipó

O nome do acusado não foi divulgado para preservar a identidade da vítima, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente.

13 de Março de 2018 às 19:31
 A prisão preventiva foi decretada pelo Poder Judiciário após solicitação do CPCA. Foto: Polícia Civil/Divulgação.
A prisão preventiva foi decretada pelo Poder Judiciário após solicitação do CPCA. Foto: Polícia Civil/Divulgação.

Um homem de 54 anos denunciado pela enteada de 13 anos por estupro de vulnerável em Capão do Cipó foi preso pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira, 13, ao chegar para prestar depoimento no Cartório de Proteção à Criança e ao Adolescente (CPCA) de Santiago. A prisão preventiva foi decretada pelo Poder Judiciário após solicitação do CPCA.

Segundo a Polícia Civil, a menina contou para a mãe que vinha sendo abusada sexualmente pelo padrasto há aproximadamente um mês e que era ameaçada por ele para não contar sobre os abusos senão seria expulsa de casa. O Conselho Tutelar de Capão do Cipó foi procurado e conduziu a menina e mãe para o registro da ocorrência em Santiago, no mês de Fevereiro.

A menina relatou que o padrasto lhe beijava na boca e fazia carícias em seus seios e em seu órgão genital e que somente não ocorreu penetração porque o acusado não possui o pênis.

Em depoimento, o padrasto negou as acusações e alegou que não poderia ter estuprado a enteada já que teve o pênis amputado há 3 anos em decorrência de um Câncer. Ele foi encaminhado para o Presídio Estadual de Santiago onde ficará a disposição da Justiça.

De acordo com a Polícia Civil, responde por estupro de vulnerável quem pratica qualquer tipo de carícia forçada nas vítimas menores de 14 anos, não sendo necessário haver penetração para confirmar o crime. 

Fonte: Rafael Nemitz.

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais Notícias: Geral