Notícias: Geral

Fuzil de uso restrito e outras armas são apreendidas pela Polícia Civil durante investigação de assalto ocorrido no Natal em Santiago

Fuzil era procurado pela Polícia há vários meses.

10 de Janeiro de 2018 às 15:31
Segundo o delegado Charles, as armas apreendidas eram furtadas e podem ter sido utilizadas no assalto e em outros crimes em Santiago. / Fonte e Fotos: Rafael Nemitz.
Segundo o delegado Charles, as armas apreendidas eram furtadas e podem ter sido utilizadas no assalto e em outros crimes em Santiago. / Fonte e Fotos: Rafael Nemitz.
Em cumprimento a mandado de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira, 10, em uma residência no bairro Nei Pereira em Santiago, agentes da Seção de Investigação da Delegacia de Polícia apreenderam um fuzil calibre 7.62 de uso restrito das forças armadas, uma espingarda calibre 12, uma espingarda calibre 28, um revólver calibre 38 e várias munições dos calibres 12, 28, 32 e 38, com ênfase para munições de calibre 12.
 
De acordo com o delegado Charles Dias do Nascimento, a Polícia Civil chegou até as armas durante a investigação para elucidar o assalto a casa de uma família santiaguense na Ceia de Natal. Elas estavam escondidas na casa de um familiar de Fabiano Sá Chagas, o "Pulga"preso desde o dia 25 de Dezembro de 2017 após ser reconhecido pelas vítimas do crime. O homem, de 38 anos, confessou que guardava as armas para "Pulga". Ele foi autuado em flagrante pela posse das armas e encaminhado ao Presídio.

Ainda, segundo o delegado Charles, as armas apreendidas eram furtadas e podem ter sido utilizadas no assalto e em outros crimes em Santiago. 

Fuzil era procurado pela Polícia há vários meses


A ação desta terça-feira foi muito comemorada já que, há um bom tempo, a Polícia Civil planejava diligências para localizar o fuzil. "Tínhamos conhecimento que o Pulga estava de posse de um fuzil e que ele mantinha a arma bem escondida. Planejamos várias ações até conseguirmos apreender esse fuzil de alto poder destrutivo e as outras armas", frisou o inspetor Gilmar Cavalheiro. 

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais Notícias: Geral