Coluna: @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior

Ideologias no Baita chão
23 de Fevereiro de 2018 às 00:58
O whatsapp me conta a cada dia, o quanto pessoas dessa amada terrinha externam o prazer de viver, muito embora no face, a gente leia mensagens pálidas, isto é, parece que sem entusiasmo pra vida.
O whatsapp me conta a cada dia, o quanto pessoas dessa amada terrinha externam o prazer de viver, muito embora no face, a gente leia mensagens pálidas, isto é, parece que sem entusiasmo pra vida.

E assim, estamos fechando a quarta e última coluna do mês. Espero que o mês ainda em curso, tenha sido super penta legal pra todos vocês! Vejo que a vida social santiaguense tá pura adrenalina. A vida noturna na verdade está "engalanada" como dizia o saudoso Mister White, o qual fazia a ronda social da cidade à época, através da Rádio Santiago. Vejo na agenda do Bistrô mais um show super star- o Beto Pires agora dia 03 de março. Percebo, embora aqui na serra, o bom gosto das casas noturnas, em proporcionar atrativos à altura desse povo maravilhoso e feliz.

O whatsapp me conta a cada dia, o quanto pessoas dessa amada terrinha externam o prazer de viver, muito embora no face, a gente leia mensagens pálidas, isto é, parece que sem entusiasmo pra vida. Ainda bem, que muitas pessoas externam através de mensagens inspiradoras, a alegria de viver, de estar entre amigos do bem, num palavreado que nos leva a meditar: como estou agindo comigo mesmo e com os meus iguais? Não cito nomes, claro, mas, como tem pessoas que se tornam fontes inspiradoras com pensamentos, mensagens que não só elevam nossa autoestima, mas deixam uma réstia linda de luz pra gente filosofar.

Olha, aquilo que a gente escreve eterniza. Como diz no Código Civil em seu artigo 212- as rainhas das provas, são- a "confissão, a documental, testemunhal, presunção e a perícia". Nesse caso em tela, refiro-me a prova documental, quer dizer, há escritas na rede social que merecem elogios. Integrantes do baita chão escrevem verdadeiros legados, dignos de filhos da Terra dos Poetas. Ah, se eu pudesse enumerar os tantos felizes humanos santiaguenses que possuem a chamada "lhaneza"( amabilidade) para escrever. E dessa forma, transcrevo aqui, uma frase que cabe para o momento: "Na loja de Deus, não se vende frutos, apenas sementes, plante-as"! O que eu digo a você santiaguense ou não- "Na nossa mente não nascem frutos, e sim, sementes de ideologias, e estas podem fazer a diferença". Alô redatores e colunistas do Santiagonews, parabéns a vocês também! Estão fazendo história!


Direto da Serra Gaúcha- Oliveira Junior. 

Mais artigos de @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior