Coluna: @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior

Aos heróis, medalhas e púlpitos.
03 de Novembro de 2017 às 09:00
Na coluna desta sexta, Oliveira Júnior faz uma referência à dupla Gre-Nal e louva a escolha de Miguel Marques para a calçada da fama.
Na coluna desta sexta, Oliveira Júnior faz uma referência à dupla Gre-Nal e louva a escolha de Miguel Marques para a calçada da fama.

Gente do bem, aquele salve! Sei que no universo de onze milhões de gaúchos tem uma grande fração desse povo amigo e maravilhoso que gosta, curte ou adora futebol. Até porque é um esporte das multidões. Então, quero saudar a nação tricolor, que mesmo perdendo o embate com o Barcelona genérico, está nos finalmentes da Libertadores. Sei que é chato perder em casa, diante de cinquenta mil expectadores, mas, afinal, não ficou vexatório, claro, é do jogo, aliás, é a regra. Sendo assim, parabéns aí a todos os gremistas, que por sinal, muitos santiaguenses invadiram a capital e ajudaram a sacudir a Arena tricolor. Até escutei entrevista da galera do baita chão concedendo entrevista, mandando abraço, extravasando alegria, o que eu sempre costumei dizer nas ondas do rádio em Santiago, "adrenalizando o point".

Por outro lado, a galeríssima vermelha deverá da mesma forma estar hoje, 3, marcando presença no Beira Rio. O esquadrão colorado já poderia ter garantido o acesso, mas aquelas cochiladinhas ou o tal nana neném fizeram a diferença. Agora uma coisa é certa, o Internacional já está de volta à elite do futebol nacional, é apenas uma questão de detalhes. Portanto, meus amigos colorados, não sei se será com gol de Damião, Dalessandro, Sacha, do nosso santiaguense Charles, o que interessa é que o acesso tá na mão. Não tem como não ganhar essa vaga, convenhamos. Confiança, esperança e fé também se fazem necessário no futebol. Bola pra frente, bola na rede e é goooooool. Galera colorada, é como diz a música do Sidnei Magal, "Quero vê-la sorrir, quero vê-la cantar, quero ver o seu corpo dançar sem cessar" É isso aí, bom astral é a melhor receita pra levar a vida feliz!

E na próxima sexta, dia 10, Santiago estará tributando merecida homenagem ao nosso amigo, aliás, amigo de multidões também, o Miguel Marques. O Miguel vem se tornando uma lenda a cada dia, ao lado de outros tantos vultos que tiveram suas capacidades reconhecidas. Pois chegou a hora do Miguel Marques ir pisar a calçada da fama. É pena que não estarei aí, todavia, aqui da serra gaúcha, já mando meu abraço de légua e meia pra ti, Miguelzinho. Esse moço de voz inconfundível, que começou cantando as músicas do inesquecível Jaime Pinto, que arrancava aplausos no Caleche, ali na esquina da rua dos Poetas com a Beijamim Constant, que se notabilizou nos festivais, assim como o Nenito Sarturi, o Julio Saldanha, que conquistaram jurados e o povo em geral, que hoje cantam suas músicas e, como eu, tiram o chapéu pra esse grande vulto da música grande do sul. Aos heróis, medalhas e púlpitos, o mais alto lugar do podium para reverencias suas conquistas, seus feitos. Parabéns a todos nós que nascemos ou vivemos num chão rico de talentos inigualáveis.

 

Direto da Serra gaúcha, Oliveira Junior. 

Mais artigos de @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior