Coluna: @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior

Oi, olha o trem, embarca aí.
09 de Junho de 2017 às 10:57
Vamos relembrar hoje os bons tempos da Viação Férrea de Santiago, onde se notabilizaram os famosos trens passageiros como a Maria-Fumaça, o Trem Pampeiro, o Húngaro, os quais transitaram garbosamente na região.
Vamos relembrar hoje os bons tempos da Viação Férrea de Santiago, onde se notabilizaram os famosos trens passageiros como a Maria-Fumaça, o Trem Pampeiro, o Húngaro, os quais transitaram garbosamente na região.

Vamos relembrar hoje os bons tempos da Viação Férrea de Santiago, onde se notabilizaram os famosos trens passageiros como a Maria-Fumaça, o Trem Pampeiro, o Húngaro, os quais transitaram garbosamente na região.

Lembro-me que quando ainda integrava a equipe da Rádio Verdes Pampas Fm, tomamos a iniciativa, claro que com a permissão do seu nobre e saudoso diretor, fde fazermos a Campanha "S.O.S Ferrovia", onde reunimos na emissora prefeitos de Santiago, Bossoroca, Jaguari, São Luiz Gonzaga, entre outras cidades para tentar, num último esforço, evitar que os trens parassem de rodar, uma vez que muito beneficiavam a gente, transportando além de viajantes, a farta produção regional.

Recordo também sensibilizado quando os trens de carga carregaram todo o material do 4º Regimento de Cavalaria que deixou Santiago, sendo que hoje temos as instalações do valoroso 9º BLOG que enobrece a "Cidade dos Poetas". Mas afinal, quando foi inaugurada a Estação da Viação Férrea do Baita Chão? Segundo a história, isso se deu lá em 1936, com o primeiro trem chegando ali no dia 10 de julho de 1936, só que um outro historiador nos diz que esse evento teria sido em 11 de junho de 1935, quando então o trem fazia o trajeto Santiago-Jaguari. Mas enquanto isso, o ramal em direção à São Borja, partindo de Dilermando de Aguiar, na ligação Porto Alegre a Uruguaiana, teve início em 1919, vindo a beneficiar Santiago dezessete anos depois; Em 1938 ligou então à cidade dos presidentes (São Borja) e formaria o trecho, Itaqui-Uruguaiana-São Borja.

Segundo nossa pesquisa, os trens passageiros trafegaram em Santiago até 1981. Morria de felicidade das demoradas, mas clássicas e divertidas viagens de trem, onde eles tinham restaurante ou gente levava o famoso "fiambre": costela e galinha enfarofadas, bolo frito, pão caseiro, etc. É, o trem parava em Santiago; enquanto isso, era efetuado o primeiro voo espacial, o "Colúmbia", aliás, o primeiro de uma série de vaivéns construídos pela NASA. Será que eles angariaram clientes daqui, rsrs, imagina né. 

Hoje em Santiago operam sobre os trilhos apenas trens de cargas através da ALL, deixando obviamente a saudade das viagens onde a gente embarcava ao meio dia em Santiago e chegava no dia seguinte, tipo, oito horas da manhã e pegava aquele cafezão na rodoviária de Porto Alegre.

Ora, se não é de lembrar de músicas que deixaram marcas como aquela do Raul Seixas: " Oi, olha o trem, vem surgindo por trás das montanhas azuis, olha o trem..." Ou aquela do Kleiton e Kledir: " Deu pra ti, baixo astral, vou pra Porto Alegre, tchau".

Bom, como adoro cantar, encerro o papo de hoje e vou recordar na íntegra essa "sonzera canalzera" do grande e inesquecível Raul... Oi, olha o trem... by by.  

Por: Oliveira Junior

Mais artigos de @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior