Coluna: @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior

Ele e ela, fora da caixa, eu, o privilegiado
10 de Setembro de 2021 às 08:50
Com passagens por diversas emissoras de rádio santiaguenses, Oliveira Junior considera-se um privilegiado sempre que é convidado a participar de algum veiculo de comunicação daqui da Terra das Poetas. Na coluna de hoje, ele externa essa gratidão.
Com passagens por diversas emissoras de rádio santiaguenses, Oliveira Junior considera-se um privilegiado sempre que é convidado a participar de algum veiculo de comunicação daqui da Terra das Poetas. Na coluna de hoje, ele externa essa gratidão.

Galeríssima do bem, todos nós somos analistas, comentaristas, menos julgadores, uma vez que só dois seres podem julgar: Deus que é inteligência Suprema e universal e o juiz que se formou pra isso. Posso exemplificar. O promotor é o agente da lei que se responsabiliza pela defesa da ordem jurídica e os interesses sociais e individuais, ele “fiscaliza” as penas que são aplicadas aos infratores.

Por exemplo, num júri, as duas grandes personalidades são o promotor que “pede” a condenação do indiciado e do advogado de defesa, no entanto, quem aplica a pena é o juiz, de acordo com a lei. Bom, quem é conduzido ao Tribunal do Júri, certamente cometeu alguma contravenção penal. Mas, se me permitem hoje eu “vou julgar sim”. Sabe o quê? Julgar a performance da “dear”/querida teacher Lígia Rosso. Ouvi, assistí o “Fora da caixa” do meu querido amigo Márcio Brasil e fiquei maravilhado com o quadro. Lígia querida, nota mil pela tua cultura, desenvoltura, e simpatia.

Privilegiado sou eu, pois, todos sabem que trabalhei por muito tempo nas rádios Santiago, Iguaçu e Verdes Pampas na Terra dos Poetas, mas a convite do meu nobilíssimo Julio Barcelos, durante um bom tempo, direto da serra gaúcha, apresentei o Flash Time juntamente com meu filho Junior de Oliveira pela URI FM, aos sábados, e agora o Márcio Brasil, através da rádio Nova Pauta, da mesma forma, embora tenha sido apenas uma participação, me proporcionou modular pela quinta emissora no nosso querido Santiago Baita Chão, na bela terrinha como dizia meu amigo Jair Ferreira, o jajá. Podem até mudarem ou cortarem a liberdade de expressão, mas agradeço de coração a liberdade que a imprensa santiaguense sempre me proporcionou e parece que ainda não esqueceu deste modesto jornalista e comunicador. Gratidão gente.

Fecho a coluna de hoje externando um abraço ao meu querido filho Éderson Greff de Oliveira, o Edinho, que por sinal, fez parte da equipe de esportes da URI FM, nos bons tempos do sempre lembrado amigo, narrador Jorge Costa. O Edinho é mais um santiaguense a fazer parte do querido povo serrano.


Direto da Serra gaúcha, Oliveira Junior.

Mais artigos de @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior