Coluna: @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior

Bilhetinho apaixonado.
14 de Junho de 2019 às 10:53
Faça surpresinhas, como de vez em quando deixar um bilhetinho em baixo do prato no almoço ou no jantar, ou em baixo do travesseiro
Faça surpresinhas, como de vez em quando deixar um bilhetinho em baixo do prato no almoço ou no jantar, ou em baixo do travesseiro

Galeríssima do bem, oi ! Como diz o cantor Nilton Cesar> "Receba as flores que lhe dou, em cada flor um beijo meu, são flores lindas que lhe dou, rosas vermelhas com amor, amor que por você nasceu!

E como se eu fosse o último romântico, preferi relembrar que neste 12 de junho a gente fez tim tim ao "Dia dos namorados". E eu falo de um modo geral, pois, não importa se são os namoradinhos adolescentes ou as maiorzinhos de oitenta anos ou mais.

Se a gente pesquisar, os casamentos que acontecem muito rapidinho, ou moderninhos e tal, muitas vezes acabam muito ligeirinho não é verdade? Olhemos àqueles casais de cabelos brancos, de pele engelhada, de mãos dadas na praça, na rua, na beira do mar, ou alhures. Chamam a atenção, não? Até já me perguntaram: Que você acha daqueles idosos de mãos dadas, será que eles têm aquela atração antiga ainda?

Bem que eu entendi a pergunta, todavia, respondi o que um casal beem antigo me disse certa vez: "O que rola entre nós é o respeito, nos agradecermos pela paciência, compreensão, carinho e forças para sermos exemplos a nós e nossas futuras gerações". Que resposta de letra!

Nos Estados Unidos e na Europa o Dia dos Namorados é comemorado dia 14 de fevereiro, dia de São Valentim, o qual foi bispo da igreja católica, sendo que o mesmo foi executado quando descobriram que ele estava apaixonado pela filha do carcereiro, lá no século II. Ele sempre escrevia pra sua girl- do seu namorado, do seu Valentim. Já no Brasil escolheu-se a véspera de santo Antônio, o santo casamenteiro.

Uma dica pra atrair a felicidade e amor constante: Faça surpresinhas, como de vez em quando deixar um bilhetinho em baixo do prato no almoço ou no jantar, ou em baixo do travesseiro, embaixo do celular, na chave da casa/apê, no painel do carro, junto aos perfumes da amada, no bolso do casaco/jaqueta, calça jeans preferida dela, entre outras tantas. Parece brincadeirinha, mas são esses gestos emocionam, marcam eeee até apaixonam. Tô mais pra guru né rsrs. Olha, siga essas receitinhas de amor, isso funciona.

Agora, valendo, aaaação! rsrs. Namoradinhos, independentemente da idade, tmj.

Direto da Serra gaúcha, Oliveira Junior.

Mais artigos de @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior