Coluna: Geral

Vândalos invadem cemitério, violam túmulo e levam cabeça de corpo sepultado em Flores da Cunha
25 de Novembro de 2019 às 19:26
 Parte um caixão estava fora do jazigo enquanto o corpo estava caído ao lado da lateral da urna mortuária. Foto: Mauro Teixeira/RSCOM
Parte um caixão estava fora do jazigo enquanto o corpo estava caído ao lado da lateral da urna mortuária. Foto: Mauro Teixeira/RSCOM

O Cemitério Municipal de Flores da Cunha foi alvo dos vândalos neste final de semana. Por volta das 8h da manhã deste domingo (24), a Brigada Militar foi acionada para averiguar a informação de que haveria uma movimentação estranha no local.

Ao chegar próximo a um dos blocos de túmulos os policiais se pararam com a cena aterrorizante. Parte um caixão estava fora do jazigo enquanto o corpo estava caído ao lado da lateral da urna mortuária.

O tumulo que fica nos fundos do cemitério teve a estrutura de tijolos derrubada e o caixão retirado de dentro do jazigo. Como se isso não bastasse, o corpo que estava sepultado foi retirado e teve a cabeça e as pernas arrancadas.

De acordo com informações da administração, na tarde deste domingo será foi uma busca nos mapas dos cemitério para fazer a identificação de quem estava sepultado no tumulo que foi violado. Mas se sabe que o corpo seria de uma mulher que teria sido enterrada há poucos dias.

A Brigada Militar teria recebido informações de que um veículo GM/Celta, de cor bordô, estaria rondando o cemitério há vários dias. O caso foi encaminhado à delegada plantonista do município, Aline Martinelli. Imagens das câmeras de segurança de prédios vizinhos serão investigados pela Polícia Civil.

Outros ataques
Essa não é a primeira vez que o Cemitério Municipal de Flores da Cunha sofre com a ação dos vândalos, no último mês de julho, foram registrados diversos danos nas telhas, marquises, vidros e parte dos rebocos dos túmulos. Na ocasião a Brigada Militar foi chamada algumas vezes, entretanto, os vândalos não foram identificados.

Conforme os funcionários do local, ações são realizadas principalmente no final de semana, e por um grupo de adolescentes. 

Fonte: Portal Leouve

Mais artigos de Geral