Coluna: COLUNA DO BARBOSA

Para descontrair
03 de Setembro de 2021 às 08:15
Seja com uma mensagem para reflexão ou com uma seleção de piadas, a sexta é sempre dia de descontrair com a Coluna do Barbosa.
Seja com uma mensagem para reflexão ou com uma seleção de piadas, a sexta é sempre dia de descontrair com a Coluna do Barbosa.

NO DENTISTA

Já aconteceu de você  se sentir culpado(a) ao olhar as pessoas da sua idade e pensar "não posso estar assim tão velho(a)?” Então você vai gostar desta:

"Eu estava sentada na sala de espera para a minha primeira consulta com um novo dentista, quando observei que o seu diploma estava dependurado na parede. Estava escrito o seu nome e, de repente, eu me recordei de um moreno alto, que tinha esse mesmo nome. Era da  minha classe do colegial, uns 40 anos atrás, e eu me perguntava: poderia ser o mesmo rapaz por quem eu tinha me apaixonado à época? Quando entrei na  sala de atendimento, imediatamente afastei esse pensamento do meu espírito. Este homem grisalho, quase calvo, e o rosto marcado, profundamente enrugado, era demasiadamente velho pra ter sido o meu amor secreto... que que é isso!?
Depois que ele  examinou o meu dente, perguntei-lhe se ele foi aluno do Colégio Eduardo Montpetit".

– Sim, - respondeu-me.

– Quando se formou?, - perguntei.

– 1959. Por que esta pergunta?

– Eh... bem... você era da minha  classe, - eu exclamei.

E então aquele velho horrível, cretino, filho de uma égua, perguntou:

– A senhora era professora de quê?!!”


BONECA DE CROCHÊ

Um homem e uma mulher estavam casados por mais de 60 anos. Eles tinham compartilhado tudo um com o outro. Eles tinham conversado sobre tudo. Eles não tinham segredo entre eles, afora uma caixa de sapato que a mulher guardava em cima de um armário e tinha avisado ao marido que nunca abrisse aquela caixa e nem perguntasse o que havia nela. Assim, por todos aqueles anos, ele nunca nem pensou sobre o que estaria naquela caixa de sapato. Mas um dia a velhinha ficou muito doente e o médico falou que ela não sobreviveria. Visto isso o velhinho tirou  a caixa de cima do armário e a levou pra perto da cama da mulher. Ela concordou que era a hora dele saber o que havia naquela caixa. Quando ele abriu a tal caixa, viu 2 bonecas de crochê e um pacote de dinheiro que totalizava 95 mil reais. Ele perguntou a ela o que aquilo significava, e ela explicou:

- Quando nós nos casamos, minha avó me disse que o segredo de um casamento feliz é nunca discutir ou brigar por nada. E, se alguma vez, eu ficasse com raiva de você, que eu ficasse quieta e fizesse uma boneca de crochê. 

O velhinho ficou tão emocionado que quase não conteve as lágrimas, enquanto pensava: 'Somente 2 bonecas preciosas estão na caixa. Ela ficou com raiva de mim somente 2 vezes durante todos esses anos de vida e amor.'

- Querida! - ele falou - Você me explicou sobre as bonecas, mas e esse dinheiro todo, de onde veio?

- Ah!!! - disse ela - Esse é o dinheiro que eu arrecadei com a venda das bonecas!...


MALANDRAGEM

Na véspera de uma prova, 4 alunos resolveram chutar o balde: iriam viajar. Faltaram à prova e então resolveram dar um "jeitinho". Voltaram à USP na terça, sendo que a prova havia ocorrido na segunda. Então dirigiram-se ao professor:

– Mestre, fomos viajar, o pneu furou, não conseguimos consertá-lo, tivemos mil problemas, e por conta disso tudo nos atrasamos, mas gostaríamos de fazer a prova.

O professor, sempre compreensivo, disse:

– Claro, vocês podem fazer a prova hoje à tarde, após o almoço.

E assim foi feito. Os rapazes correram para casa e se racharam de tanto estudar. Na hora da prova, o professor colocou cada aluno em uma sala diferente e entregou-lhes a prova e as questões estavam lá:

1) Primeira pergunta, valendo 1 ponto, algo sobre 'Leis de Newton'.

Beleza! Os quatro ficaram contentes, pois haviam visto algo sobre o assunto. A prova seria fácil e haviam conseguido se "dar bem", pensaram.

2) Segunda pergunta, valendo 9 pontos:

"Na viagem que você fez com seus amigos, qual o pneu que furou?"...


ADVOGADA ESPERTA

Daniel descobriu que herdaria uma fortuna, quando seu pai moribundo morresse, e decidiu que precisava de uma mulher para ser sua grande companheira. Assim, numa noite, ele foi até o bar da OAB carioca, onde procurou a advogada mais bonita que houvesse no lugar. Quando encontrou, ficou boquiaberto! Sua beleza natural era de tirar o fôlego de qualquer mortal.

– Eu posso parecer um advogado comum - disse ele, ao se aproximar da musa -, mas em um mês ou dois meu pai doente vai morrer, e eu herdarei 80 milhões de reais.

Impressionada, a mulher foi para o motel com ele, naquela mesma noite, e, uma semana depois, tornou-se sua madrasta...


CONVERSA DE CASAL

À noite, minha esposa e eu estávamos sentados na sala, falando das muitas coisas da vida. Estávamos falando da ideia de viver e morrer. Eu lhe disse:

– Nunca me deixes em estado vegetativo, dependendo de uma máquina e de líquidos de uma garrafa. Se me vires nesse estado, desliga os artefatos que me mantém vivo.

Ela levantou-se, desligou a TV e me tirou a cerveja. Que bruxa malvada!

Seleção feita por Nolfeu Barbosa

Mais artigos de COLUNA DO BARBOSA