Coluna: COISAS DO BARBOSA

A Hora da Fantasia
23 de Outubro de 2020 às 07:00
A campanha para as eleições municipais de 2020 está a pleno vapor... E como já é tradicional no período eleitoral, surgem as mentiras ditas pelos candidatos, prometendo mundos e fundos.
A campanha para as eleições municipais de 2020 está a pleno vapor... E como já é tradicional no período eleitoral, surgem as mentiras ditas pelos candidatos, prometendo mundos e fundos.

O período eleitoral é uma verdadeira hora da fantasia. O pleito municipal não poderia ser diferente, e os candidatos a prefeito sempre dizem que podem fazer mais e melhor do que aquele que esteja no cargo. Quase todos os candidatos, na hora da campanha, falam que é preciso um jeito novo de governar, que não vão aumentar os impostos, mas, depois de eleitos, cometem os mesmos erros, voltando ao velho jeito de fazer política. Alguns prometem aumentar o policiamento nas ruas e junto às escolas, esquecendo que segurança pública compete ao governo estadual. Outros fazem promessas vãs, algumas são até absurdas, o que acaba confundindo o eleitor. A maioria das promessas de campanha não será cumprida, algumas por inviabilidade financeira e outras por diferenças de opinião entre a situação e a oposição.

Não existe, no nosso ordenamento jurídico, nenhuma lei contra quem mente em campanha. Cabe ao eleitor, portanto, fugir das promessas mirabolantes, tanto no caso de prefeito quanto no caso de vereadores. Faça uma análise de cada candidato, para saber de sua trajetória pública, se é uma pessoa coerente e se já atuou em alguma causa pela comunidade. Veja, principalmente, se é uma pessoa confiável, não esqueçamos que a honestidade é fundamental ao cargo político. Pense nas necessidades de sua cidade e compare cada candidato, para saber se ele atende aos anseios da sua comunidade. Busque conhecer o partido de seu candidato, veja se ele não é daqueles que ficam pulando de partido em partido. Com um bom uso da internet, o eleitor pode pesquisar a vida pública de cada candidato a prefeito e vereador, fazendo, assim, escolhas melhores para a sua cidade.

PARA DESCONTRAIR: Bolsa-família

Vésperas das eleições, o Governo Federal anuncia que as famílias com cinco filhos passariam a perceber R$ 2.000,00 mensais, como ajuda social de um programa recém-criado. O fiscal do Governo já estava cadastrando as casas da rua daquele bairro. Um homem, que tinha quatro filhos, chegou ofegante em casa e disse à sua esposa:

- Amor, não posso mais esconder, preciso te confessar uma coisa: eu tenho um filho com uma amante e vou trazê-lo para casa.

Ela olhou para ele, chocada, mas ele nem deu tempo para a esposa falar e, sem mais explicações, saiu correndo e foi buscar o filho bastardo. Quando voltou, ficou surpreso ao ver só dois de seus filhos e logo perguntou à esposa:

- Querida, onde estão nossos outros dois filhos?

Ela respondeu:

- Querido, você não foi o único a ouvir o anúncio. O Carlão, seu mecânico, veio aqui em casa e levou os dele!

Por Nolfeu Barbosa

Mais artigos de COISAS DO BARBOSA